NOTÍCIAS TRAPICHE

Carros elétricos geram corrida por polo de mineração




As minas de lítio estão atraindo cada dia mais investimentos e negócios de produtoras globais. O principal motivo por esse polo de rápido desenvolvimento é a crescente demanda chinesa por baterias de íon e de lítio que são necessárias em produtos de alta tecnologia, principalmente, para dar vida aos veículos elétricos e armazenagem de energia.


Por conta da alta demanda, a Austrália Ocidental já é dona da maior mina de lítio de pedra dura do mundo, localizada na cidade de Greenbushes, e está em processo de expansão com a meta de atingir o dobro da sua capacidade atual. A empresa Tianqi, uma das principais fornecedoras mundiais de produtos de lítio, planeja, com cerca de 717 milhões de dólares australianos, expandir plantas de processamento. De acordo com o governo australiano, a mina é a responsável por cerca de 30% da produção mundial de lítio.


Segundo o CEO da empresa de mineração Neometals, Chris Reed, a expansão planejada pela Tianqi é a expansão “mais significativa da oferta de lítio na história e ainda estamos com uma demanda insuficiente”. Por conta disso, a Sociedade de Química e Minera de Chile As (SQM) fez uma aliança com a empresa australiana Kidman Resources Ltd. para que possam estabelecer três fábricas adicionais para produzir lítio em todo o mundo. O objetivo é de que elas já entrem em produção até, pelo menos, 2021.


O diretor-gerente da empresa Benchmark Mineral Intelligence compara o crescimento atual e acelerado das indústrias de lítio com a disputa por mercado que ocorreu na indústria do petróleo, quando grandes empresas chegaram ao Oriente médio, nas décadas de 1960 e 1970. Ele acredita que as pessoas estão começando a garantir os maiores recursos e os de maior duração e que, por isso, há empresas sérias realmente investindo neste ramo.

Fonte: http://exame.abril.com.br/negocios/carros-eletricos-geram-corrida-por-polo-de-mineracao-de-us-90-bi/

Em Destaque
Noticias Recentes