top of page

NOTÍCIAS TRAPICHE

Capacidade global de produção de aço deve aumentar expressivamente até 2025



O Fórum Global sobre Excesso de Capacidade de Aço (GFSEC) em Paris, na França, reuniu ministros e representantes de alto nível para debater sobre o excesso de capacidade de produção de aço global. A marca atingiu o seu maior nível e, segundo os participantes, até 2025 a capacidade deve atingir a marca de 644 milhões de toneladas.


A Associação Latino-Americana do Aço (Alacero) informou que a América Latina conta com uma produção anual de aço bruto superior a 60 milhões de toneladas, gerando, entre empregos diretos e indiretos de qualidade, quase 1,4 milhão de pessoas.


Atualmente, a produção mundial é de quase 2 bilhões de toneladas, sendo que a China corresponde à metade desse volume. Além disso, o setor tem uma capacidade produtiva, global de 2,463 bilhões de toneladas, de acordo com os números de 2022. Já a produção efetiva chegou à marca de 1,885 bilhão de toneladas, com um superávit produtivo de 578 milhões de toneladas. A China, principal player do setor, tem uma capacidade produtiva de 1,150 bilhão de toneladas e teve uma produção efetiva de 1,018 bilhão de toneladas em 2022, gerando um excedente produtivo de 132 milhões de toneladas ou 5,4% da produção mundial e 22,8% do superávit produtivo mundial.


As intervenções governamentais que distorcem os mercados e a concorrência, que inclinam o campo de atuação para produtores ineficientes e incentivam práticas comerciais desleais e desfavorecendo a produção eficiente e sustentável foram umas das causas deste excesso de capacidade global. A ação ameaça, então, a viabilidade a longo prazo desta indústria crítica, devido à falta de estabilidade de mercado e saúde financeira que impulsionaria um futuro sustentável.


Comentarios


Em Destaque
Noticias Recentes
bottom of page